sexta-feira, 20 de maio de 2016

As Portas da Percepção - Aldous Huxley

Um livro para se ler com cuidado e atenção. Literatura para adultos.

"Se as portas da percepção estivessem limpas, tudo apareceria para o homem tal como é: infinito."

Baseado nesta citação, Huxley assume que o cérebro humano filtra a realidade de modo a não permitir a passagem de todas as impressões e imagens que existem efetivamente. Se isso acontecesse, o processamento de tal quantidade de informação seria simplesmente insuportável. De acordo com esta visão das coisas, algumas drogas poderiam reduzir esse processo de filtragem, ou "abrir as portas da percepção", como é dito metaforicamente.

Aldous Huxley foi um dos primeiros escritores do século XX a estudar as 'mudanças objetivas' provocadas pelo uso das drogas de excursão psíquica. Os resultados dessas investigações estão reunidos em 'As portas da percepção,' de 1954, e 'Céu e Inferno,' de 1956. No primeiro ensaio, o autor descreve sua experiência com a mescalina, um alcaloide extraído do peiote, um cacto mexicano. Já no segundo ensaio, Huxley prossegue no exame das implicações mentais e éticas dessa experiência.


As Portas da Percpção
Autor: HUXLEY, ALDOUS
Idioma: PORTUGUÊS
Editora: GLOBO
Assunto: Filosofia
Edição: 2
Ano: 2002

fonte: 

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Uma Varanda sobre o Silêncio – Josué Montello

Romance que trata do amor materno de Luciana, dilacerado nos absurdos de nossa época. O desaparecimento de Mário Júlio leva sua mãe a uma desesperada busca, que esbarra em mistérios relacionados ao governo e ao terrorismo no Brasil.

Sobre o Autor: A obra construída por Josué Montello é assombrosa, pois abrange uma significativa variedade de meios de expressão - do romance ao teatro, do artigo jornalístico ao ensaio histórico. Sua prosa é elegante e fluída, passando ao leitor aquela enganadora sensação de ter sido escrita de forma ligeira, fácil, sem esforço aparente. 


Uma Varanda sobre o silêncio – Josué Montello
Editora: Nova Fronteira
Ano: 1984
Cidade: Rio de Janeiro
Referência: Romance Brasileiro

terça-feira, 10 de maio de 2016

Olhos de Cão Azul - Gabriel Garcia Marquez

Olhos de Cão Azul (Ojos de Perro Azul no título original) é um livro do escritor colombiano Gabriel García Márquez que reúne onze contos escritos pelo autor entre 1947 e 1955. É uma introdução à obra particularíssima do autor de clássicos da literatura como Cem Anos de Solidão e O Amor nos Tempos do Cólera

Gabriel García Márquez nasceu em 1928 na pequena cidade de Aracataca, na Colômbia. Cresceu ao lado de seu avô materno, um coronel da guerra civil no princípio do século. Estudou num colégio jesuíta e posteriormente iniciou o curso de Direito, logo abandonado em virtude de seu trabalho como jornalista.

Reunindo onze contos escritos entre 1947 e 1955, "Olhos de Cão Azul" é uma introdução à obra particularíssima de Gabriel García Márquez. Nestas histórias, o autor colombiano apresenta as perspectivas, os motivos, a liberdade e a fantasia de um estilo que iria desenvolver em obras que o consagraram como um dos maiores escritores do século. O tema central desta coletânea é a morte. Apresentando-se de diversas maneiras, ela é uma presença inevitável, resumo de toda uma experiência de vida que define os personagens. 


fonte: 


terça-feira, 3 de maio de 2016

O Menino Maluquinho - Ziraldo

O Menino Maluquinho é um livro infanto-juvenil brasileiro de 1980 criado pelo desenhista e cartunista mineiro de Caratinga conhecido por Ziraldo Alves Pinto

Apresenta as histórias e invenções de uma criança alegre e sapeca, "maluquinha". São cartuns e atividades que descrevem liricamente o sabor da infância.

O livro é um sucesso, mais de dois milhões e meio de exemplares foram vendidos até hoje, muito conhecido pelas crianças, o livro serviu de inspiração para uma peça teatral, filmes, histórias em quadrinhos e uma série de TV de mesmo nome. Várias escolas o utilizam como forma de incentivo à leitura para seus alunos.


O MENINO MALUQUINHO
autor: Ziraldo

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Um Conto do Novo Livro de Victor S. Gomez, "A Semente"

O Medo Atrás da Pedra de Victor S. Gomez. Conto do novo livro "A Semente".

"Eu sempre tive medo, mas nunca deixei de fazer nada por causa do medo. O medo nos faz viver mais, nos protege em situações perigosas, o medo preserva nossa vida. Todas as vezes que me vi em situações perigosas na rua, e não foram poucas, tive medo, mas nunca deixei de interferir, o medo me acompanhou e fez com que eu entrasse e saísse dessas situações inteiro. Nunca deixe o medo dominar sua vida, o senhor da sua vida é você. Victor S. Gomez"

O Medo Atrás da Pedra - Conto de Victor S. Gomez

“A terra surgira de vários sentimentos: amor, ódio, alegria, tristeza, coragem e medo. Da união de todos formou-se um caldo. Depois de milhões de anos e após o bombardeio de uma infindável quantidade de meteoros o caldo começou a se solidificar. Com o passar do tempo esse caldo começou a girar com muita força. Conforme girava o caldo foi ficando redondo até ficar com forma que o mundo tem hoje. Depois de concluída a obra, os Deuses representantes de cada sentimento se desentenderam, pois cada um queria superar o outro. Após séculos de muita luta, exaustos, eles chegaram a um acordo. Espalhariam pela terra pedras de diversos tamanhos e dentro delas deixariam os sentimentos. Fazia parte do acordo, que somente os habitantes do planeta poderiam romper essas pedras, deixando assim sair os sentimentos nelas escondidos." 


Livro A Semente 2015
3º lugar no Prêmio Olho Vivo 2015, de Volta Redonda - RJ.

terça-feira, 26 de abril de 2016

O Poço e o Pêndulo - Edgar Alan Poe

Edgar Alan Poe, foi  um dos grandes mestres do realismo fantástico.

O Poço e o Pêndulo (The Pit and the Pendulum), é um conto de Edgar Alan Poe (1809-1849), publicado pela primeira vez em 1842. O conto foi incluído no livro Histórias Extraordinárias, com contos selecionados e traduzidos por José Paulo Paes, publicado em 2008 pela Editora Companhia das Letras.


O Poço e o Pêndulo tem como pano de fundo a Espanha medieval, e conta a história de um homem julgado pela inquisição e atirado para uma cela com características especiais.

Adaptado para cinema em 1961 por Roger Corman, o livro de Edgar Alan Poe, O Poço e o Pêndulo foi protagonizado por Vincent Price e Barbara Steele.


terça-feira, 19 de abril de 2016

Professor Espalha o Prazer pela Leitura

Em Rio Claro (SP), um Professor espalha o prazer pela leitura.

O Professor Luiz Carlos da Conceição tem como objetivo o incentivo à leitura.

Criador de uma biblioteca comunitária com mais de 5 mil livros, o Professor Luiz Carlos ainda consegue deixar diversos livros em pontos de ônibus e praças da cidade. Quem quer, com muita dedicação, consegue.

Leia essa bela matéria de cidadania e respeito ao próximo no site Livros Só Mudam Pessoas.