sábado, 8 de dezembro de 2012

Akira Kurosawa


Nasce em 1910 um gênio do cinema mundial, Akira Kurosawa. Dono de uma sensibilidade sem medidas, ilustrador de revistas, foi pintor, publicitário e assistente de direção antes de se tornar cineasta.

Com de 32 filmes em seu currículo, entre eles, Kagemusha, Ran, Dersu Uzala e o precioso Os sete samurais, Kurosawa se torna um dos maiores diretores de todos os tempos.

Com o apoio de Francis Ford Coppola, Scorcese, George Lucas, consegue levar adiante seus projetos e criar novas obras primas.

Tendo forte influência do teatro Nô e Kabuki, nunca prescindiu da sua cultura e mesmo assim transcendeu nacionalidades.

Os filmes de Kurosawa, sempre valorizaram o sentimento do homem e a reflexão era sempre presente; mostrando que as escolhas éticas e morais são imprescindíveis no crescimento de todo ser humano.


fonte das imagens: http://www.russiablog.org
*
Filmografia: 
1993 - Madadayo 
1991 - Rapsódia em agosto (Hachigatsu no rapusodî) 
1990 - Sonhos (Yume) 
1985 - Ran 
1980 - Kagemusha, a sombra do samurai, no Brasil 
1975 - Dersu Uzala 
1970 - Dodesukaden 
1965 - O barba ruiva (Akahige) 
1963 - Céu e inferno (Tengoku to jigoku) 
1962 - Sanjuro (Tsubaki sanjûrô) 
1961 - Yojimbo, o guarda-costas (Yojimbo) 
1960 - Homem mau dorme bem (Warui yatsu hodo yoku nemuru) 
1958 - A fortaleza escondida (Kakushi toride no san akunin) 
1957 - Ralé (Donzoko) 
1957 - Trono manchado de sangue (Kumonosu jô) 
1955 - Anatomia do medo (Ikimono no kirodu) 
1954 - Os sete samurais (Hichinin no samurai) 
1952 - Viver (Ikiru) 
1951 - Hakuchi, o idiota (Hakuchi) 
1950 - Rashomon 
1950 - Shubun (O escândalo) 
1949 - Nora Inu (Cão Danado) 
1949 - Shizukanaru ketto (Duelo silencioso)
1948 - Yoidore tenshi (O Anjo Embriagado) 
1947 - Subarashiki nichiyobi 
1946 - Waga seishun ni kuinashi 
1946 - Asu o tsukuru hitobito 
1945 - Tora no o wo fumu otokotachi 
1945 - Zoku Sugata Sanshiro 
1944 - Ichiban utsukushiku 
1943 - Sugata Sanshiro 
1941 - Uma

0 comentários:

Postar um comentário

Caso tenha gostado do que encontrou aqui, comente o artigo que acabou de ler.