segunda-feira, 29 de abril de 2013

A Arte de Waly Salomão


Filho de uma sertaneja com um imigrante Sírio, Waly Salomão escreveu vários poemas, inclusive foi autor da letra na música de grande sucesso, que fez com Jards Macalé, Vapor Barato.


fonte da imagem: www.ailtonmedeiros.com.br

Devenir, devir

Término de leitura
de um livro de poemas
não pode ser o ponto final.

Também não pode ser
a pacatez burguesa do
ponto seguimento.

Meta desejável:
alcançar o
ponto de ebulição.

Morro e transformo-me.

Leitor, eu te reproponho
a legenda de Goethe:
Morre e devém

Morre e transforma-te.

Waly Salomão

quarta-feira, 24 de abril de 2013

A Arte de Charles Chaplin


Um talento inigualável, Charles Chaplin, foi um dos maiores artista que o mundo já conheceu. Nascido em Londres foi ator, diretor, dançarino, roteirista e músico, sendo também o mais conhecido ator do cinema americano. Sempre gostou de atuar em seus próprios filmes, escrevia seus textos, dirigia e algumas vezes compôs suas trilhas sonoras. Sem dúvida foi um dos mais criativos personagem do século XX.


"A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso. Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara pra faculdade. Você vai pro colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando....E termina tudo com um ótimo orgasmo!!! Não seria perfeito?"
Charles Chaplin



quarta-feira, 17 de abril de 2013

A Arte da Metalurgia e o Avanço Tecnológico


O fim do período neolítico marcou a descoberta da Metalurgia. O homem sempre buscou o avanço tecnológico em sua existência, mas foi nos erros e acertos que ele conseguiu progredir. A técnica da cera perdida é baseada nessa metodologia. O molde era feito em cera, depois cobria-o com argila fina para formar um molde, que era aquecido para fundir a cera. Depois a cera derretida era tirada e jogava-se o metal derretido dentro do molde de argila; a seguir o molde era partido e o objeto estava pronto. Eram feitos pontas de lanças, de flechas, bijuterias, recipientes e vários outros objetos. Os metais eram usados para fazer produção em massa de instrumentos, que serviriam para a guerra e para o comércio.


Alguns tipos de metais eram usados, entre eles o ouro, prata, chumbo, etc. Esse processo tecnológico foi inventado, cerca de 4000 anos a. C.. No segundo milênio começaram a ser usados o ferro e o aço, mas 1000 anos após é que foram usados com mais frequência  Podemos também saber sobre a arte em cerâmica e a metalurgia, por objetos achados que datam dessa época; e por intermédio de textos encontrados, é possível ter ideia de como eram manufaturados a cerveja, o vidro, perfumes, o couro e outros.


segunda-feira, 15 de abril de 2013

A Arte de Ivan Artesão


Móveis com muito estilo e bom gosto, Ivan Artesão, capricha na qualidade e no acabamento, fazendo um artesanato refinado e de grande requinte, que se encaixa em qualquer ambiente.

"Artesão por opção há 40 anos, com criatividade e dedicação total ao que faço. Hoje com a ajuda de meus filhos, que comigo aprenderam a arte de trabalhar com o metal, executo as peças que exponho na Feira Hippie de Ipanema desde 1968, todos os domingos. Com orgulho posso dizer que muitos de meus clientes hoje são meus amigos, pela maneira pessoal com que meu trabalho é conduzido. Junto do cliente desde a criação, passando pela execução até a entrega. Tudo é feito por mim e pelos meus filhos."




Fazemos seu orçamento gratuitamente. Para marcar sua visita entre em contato conosco.

Entrega e orçamento grátis na cidade do Rio de Janeiro, outras localidades a combinar, ou na Feira Hippie de Ipanema, todos os domingos das 9.00 às 20.00. Desde 1968.

Entrevista com Ivan Artesão

Entrevista com o artesão Ivan Jilek, um dos primeiros expositores 
da Feira Hippie de Ipanema.

http://ivanartesaomoveis.blogspot.com/

http://www.youtube.com/user/ivanartesao

quinta-feira, 11 de abril de 2013

A Arte de Gustave Doré


Uma técnica primorosa fez de Gustave Doré um dos mais fantásticos desenhistas que se tem notícia. Suas obras de arte trazem toda emoção e sensibilidade de um dos artistas mais notáveis que surgiram no mundo.




Paul Gustave Doré (Estrasburgo, 6 de janeiro de 1832) o maior ilustrador do século 19, é conhecido mundialmente, por ter feito inúmeros trabalhos em bico de pena. Doré foi um dos desenhistas mais bem sucedidos e produtivos do Século XIX. Em seus projetos de desenhos, ilustrou mais de 200 livros, alguns com mais de 400 páginas, um dos seus principais trabalhos são as ilustrações da “A Divina Comédia”, particularmente as gravuras de O Inferno, essas consideradas as mais interessantes. Também realizou ilustrações para Dom Quixote, e O Corvo de Edgar Allan Poe. Sempre trabalhando apenas pela satisfação pessoal, Gustave Doré, se tornou conhecido mundialmente, por realizar trabalhos com excelente qualidade técnica e de extrema beleza.


terça-feira, 9 de abril de 2013

Bijuterias em Papel


"A Recicloteca acredita que informação e educação juntos podem conquistar todos para esta empreitada: diminuir os danos que o lixo e todos os seus problemas associados trazem para a natureza e para nós.

Esta é nossa missão, nosso objetivo, despertar o interesse para a reflexão da relação do ser humano com os seus restos.

Desta reflexão pode fazer brotar em nós o cidadão e a cidadã que vai proteger o presente e o futuro de nossa sociedade."
Bijuterias em papel

Foto: Begonia Javares

O que você precisa:
papéis coloridos usados: revistas, papéis de presente, etc.
régua
lápis
tesoura
cola branca
linha ou fio de nylon
agulha grande
Etapas
1. Numa folha de revista ou papel de presente, desenhe com o lápis triângulos de 3 cm de base e pelo menos 6 cm de altura.
2. Corte os triângulos de papel. Para fazer um colar curto, você precisa de 15 triângulos.
3. Enrole cada triângulo utilizando a agulha como apoio.
4. Cole a ponta do triângulo com cola branca. Retire a agulha e pronto: está formada a pérola.
5. Depois de prontas, junte as pérolas com uma linha ou fio de nylon.


Dicas
Use verniz incolor ou cola branca diluída em água para impermeabilizar as pérolas.
Faça colares de várias voltas.
Experimente papéis com coloridos diferentes e faça proveito dos vários padrões que podem surgir.
Intercale contas e miçangas entre as pérolas.
Faça conjuntos de colares e pulseiras.

sábado, 6 de abril de 2013

A Arte de Sonia Madruga


Como tem gente boa na Feira de Hippie de Ipanema, e Sonia Madruga é uma delas. 

Há 40 anos a Feira Hippie, vem mostrando para o mundo a competência e o talento dos artesãos e artistas plásticos brasileiros. 

Artista super premiada, Sonia Madruga trabalha com aquarelas e vem conquistando prêmios com criatividade e beleza. Suas obras primam pela delicadeza, colorido, e sensibilidade; e trazem visões que nos transportam a outros lugares, mostrando que o belo está em todo lugar, é só saber enxergar.



Pinto as aquarelas com água que vem do céu, e com água que brota da terra.

Recolho água de chuva, de nascentes, de regatos - para pintar.
Com isso, aflora em mim um sentimento de sincronia com o momento, e de pertencimento ao lugar onde estou.
Seguir esse princípio, praticar essa silenciosa opção - tanto na coleta, realizada com critério e atenção, da água que emprego, quanto na própria experiência de pintar - implica, para mim, numa dança amorosa com a existência.
Para saber mais sobre minhas atividades, exposições, fortuna crítica, premiações;
ou para aquisição de originais e réplicas;
ou para simplesmente conhecer minhas aquarelas, verificar se gosta delas ou não, por favor, visite meu site.
(Ele contem também fotos e material de imprensa.)

Sonia Madruga

... sonhei que um dia ia pelo mundo pintando...




  • Paris, maio-2009 - Sonia Madruga é laureada pela Société Académique des Arts, Sciences et Lettres" e recebe Medaille D'Argent pelo conjunto de sua obra. (Veja IMPRENSA)
  • Sonia Madruga é "designada para ser uma das laureadas para a nossa próxima Cerimônia Solene de Entrega das mais altas insígnias, no mês de Maio de 2009 em Paris." Société Académique des Arts, Sciences et Lettres. Assina Diva Pavesi, Membre et Deleguée. Para ver a carta completa, por favor, visite a opção Imprensa, neste site.
  • Troféu em Aquarelas no I Salão de Artes Plásticas do Espaço Cultural do Palacete Laguna, Rio de Janeiro. JUN 2008. Apresentando a aquarela Retrato de Fernanda Canaud.
  • Homenagem Especial em Aquarelas no Salão de Artes Plásticas do Forte Copacabana, Rio de Janeiro, em FEV 2008. Apresentando as aquarelas Toque de Estrelas e Passeio Completo IV.
  • Premio Especial em Aquarelas no Salão de Artes Plásticas do Museu Conde de Linhares - Dezembro de 2007. Em 4 anos, a décima medalha de Ouro consecutiva em Aquarelas. Apresentando as aquarelas Flor da Prosperidade e Ave Maria Gratia Plena.
  • OURO e Troféu do Salão de Artes Plásticas do Clube Comary - CBF, Teresópolis. NOV-2007. Apresentando as aquarelas O Profeta, homenagem à Khalil Gibran e Jardins de Lulu.
  • OURO em Aquarelas (Troféu do Salão) e OURO em Arte Contemporânea, no Salão do Museu Militar Conde de Linhares Jun-2006. Apresentando a aquarela Salle Pleyel e pintura em acrílica e tecnica mista, A dança.
  • OURO em Aquarelas (destaque) e OURO em Arte Contemporânea, no Salão de Artes Plásticas ABD do Centro Cultural Theophilo Massad, 1 - Jun-2006. Apresentando em acrílica e técnica mista Evolução da Mangueira! e a aquarela Salle Pleyel.
  • OURO em Aquarelas e OURO em Arte Contemporânea, no Salão de Artes do Clube Comary em Rio das Ostras. 15-Abr-2006. Apresentando Olhares de Fevereiros.
  • OURO (destaque) no V Salão de Artes Plásticas CREA-RJ - 02-Jun-2004. Apresentando as aquarelas Passeio Completo.
  • OURO (destaque) no IV Salão de Artes Plásticas CREA-RJ - 20-Ago-2003. Apresentando aquarelas com o tema Jardins Tropicais.
  • Bronze IX Salão Contemporâneo de Artes Plásticas Academia Brasileira de Belas Artes-RJ 25-Jun-2003
  • Prata II Salão de Artes Plásticas ABD-FCEB, RJ - 12-Jun-2003
  • Prata I Salão de Artes Plásticas CREA-ABD-RJ 26-Mar-2003
  • Prata III Salão de Artes Plásticas Elisabeth Kinga, RJ 10-Dez-2002
  • Menção Honrosa VIII Salão de Verão - Museu Conde de Linhares, RJ 26-Nov-2002
  • Bronze VI Salão de Artes Plásticas Feirense, RJ 25-Out-2002
  • Menção Honrosa, II Salão de Artes Plásticas Primavera na ABI-RJ 10-Set-2002
  • Menção Honrosa I Salão de Artes Plásticas ABD-FCEB, RJ, 20-Ago-2002
  • Rio Transições - Trabalho Selecionado para representar as Oficinas de Criação Artística UERJ - segundo semestre 2002
  • Menção Honrosa, XXI Salão de Artes Plásticas Conora Itatiaia Hotel, 29-Jun-2002

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Artesanato: Vitral Sintético


Blog de Artesanato: Vitral Sintético

O Blog  Vitral Sintético nos apresenta peças artesanais de boa qualidade e bons preços. Dê uma olhadinha lá e confira.

"Trabalho todo artesanal feito com resina e verniz colorido aplicado sobre vidro

Estamos na Feira Hippie desde 1975, sempre trabalhando com artesanato; procurando assim divulgar o artesanato brasileiro, que é muito rico em idéias e diversificação de materiais. 

Temos uma variada seleção de peças de decoração tais como: Garrafas decorativas, Jarras para flores, Baleiros, Vidros para perfume, Incensários, Mandalas decorativas e com motivos esotéricos, além de desenhos com pássaros da fauna brasileira

Esperamos sua visita ao nosso stand, sempre aos domingos na Praça General Osório, Ipanema - Rio de Janeiro."


segunda-feira, 1 de abril de 2013

Fundação Cultural e Filantrópica Léa Pentagna


Arte e Cultura em Valença - RJ é na Fundação Cultural e Filantrópica Léa Pentagna.

Léa Josephina Pentagna nasceu em 1909, na cidade de Piracicaba SP e faleceu em Valença, em 1983. De espírito alegre, vaidosa com sua aparência, boa para seus empregados, tinha verdadeira adoração por seus irmãos, Vito e Léo. Relacionava - se bem com a mãe, D. Alzira, com quem gostava de passar horas bordando.

Em virtude de seu gosto pela arte e de suas constantes viagens, conheceu artistas famosos, dentre eles, os escritores Lúcio Cardoso e Maria Helena Cardoso e o pintor espanhol Perez Rubio.

Além de apoiar financeiramente eventos culturais a Sra. Léa cedia sua própria residência para a Academia Valenciana de letras realizar reuniões e festas e, também, para as filmagens de " A Casa Assassinada", dirigido por Paulo Cesar Saraceni, com Norma Benguell, Carlos Kroeber no elenco.

Hoje em dia a Casa Léa Pentagna, oferece shows de música, teatro, exposições e diversos outros eventos culturais.

Fundação Cultural e Filantrópica Léa Pentagna