terça-feira, 22 de dezembro de 2015

As Noites das Grandes Fogueiras - Domingos Meireles

li e recomendo. Para quem quer conhecer o Brasil, que não passa na escola, com um olhar mais crítico.

As Noites das Grandes Fogueiras - Domingos Meireles - A Coluna Prestes

Livro narra a epopeia da Coluna Prestes, um movimento político-militar brasileiro que ocorreu entre os anos 1925 e 1927 e estava ligado ao tenentismo, e a insatisfação com a República Velha, a luta pela exigência do voto secreto, defesa do ensino público e a obrigatoriedade do ensino primário para todo povo brasileiro.  



quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Livro "A Semente" na Final do Prêmio Olho Vivo

Agradeço a todos que votaram no meu livro "A Semente", que ficou entre os 3 primeiros classificados na categoria livro, no Prêmio Olho Vivo, do Jornalista Cláudio Alcântara, na votação pela internet. 

Veja o resultado da votação aqui: http://www.olhovivoca.com.br/enquetes/124/livro-em-qual-voce-vota-para-receber-o-premio-olho-vivo-2015/resultado/

Agora vamos ao júri técnico, em fevereiro no Teatro Gacemess, em Volta Redonda

Publiquei um Presente de Natal para todos que votaram e para os que não votaram no meu livro. É o conto que dá nome ao livro "A Semente". Espero que gostem.

Deixem aqui o seu comentário sobre o conto.

A Semente - Victor S. Gomez
Enquanto Lila mordia aquela fruta, eu ia pensando o que seria do mundo sem a semente que estava dentro dela. A cada mordida minha agonia aumentava. Meu medo era da semente ser machucada pela mordida e não mais germinar. A árvore de fruta manga era a última que restava nesta parte do mundo. Já há algum tempo as árvores foram parando de florescer. Demorava mais um tempo e elas começavam a secar. As folhas caiam e logo depois os galhos secos quebravam, sobrando no final apenas o tronco enrugado e morto.
Meu pai era um dos guardiões das últimas árvores e assim que ele morreu os chefes da aldeia elegeram-me para substitui-lo. A princípio tentei escapar dessa tarefa, pois sabia que não teria tempo para mais nada. Pensei nas brincadeiras que perderia, nos mergulhos na lagoa do Mato Alto, nas escaladas ao Pico da Fumaça, Tudo isso ficaria impossível de agora em diante. Não tive escolha, o posto era hereditário. Passava de pai para filho. Dia e noite eu teria de ficar ali, tomando conta da árvore de fruta manga, pois ela fora a única a resistir à praga.
Muitas notícias chegavam até minha aldeia sobre os acontecimentos de fora. Os viajantes diziam que todas as árvores estavam doentes e morrendo por todos os lugares onde passavam. Diziam terem encontrado pelos caminhos do mundo, pessoas catando amostras e fazendo cara feia para quem tentava conseguir com eles uma resposta sobre o assunto. Quando alguém se aproximava, simplesmente fechavam a cara e davam as costas, deixando quem perguntava falando sozinho. Às vezes ameaçavam com gestos e palavras obscenas. Poucos resolviam falar e para espanto dos viajantes diziam apenas não ter nada a declarar. O certo era que se sabiam de alguma coisa, não contavam nem para eles mesmos.
Um dos aldeões, me contou que um tempo atrás o homem havia selado seu destino na terra. Não soubera usar seu planeta e encerrara seu ciclo de vida nesse mundo. A prova era a morte lenta e agonizante das árvores. As plantas pequenas, disse ele, ainda não tinham sido atingidas, mas em breve uma nova praga surgiria acabaria com elas também. Essa profecia apocalíptica me deixara tão deprimido e angustiado, que eu nem mais conseguia dormir direito. Passava a maior parte das noites em claro, esperando a última árvore de fruta manga florescer. Precisava apenas de uma flor, para dela surgir um fruto e assim conseguir uma semente. A resistência daquela arvore talvez trouxesse uma nova planta e quem sabe enterrasse para sempre a profecia daquele aldeão. Perdido em meus pensamentos e com tantas noites sem dormir dei uma pequena cochilada. Devo ter passado um bom tempo assim. Quando abri os olhos, dei um salto ao me deparar com a menina Lila mordendo a fruta manga que acabara de madurar. Não quis gritar para não assustá-la. Podia com o susto fazê-la sem querer morder a semente e acabar com a nossa última esperança. Esperei ali parado, quieto, vendo-a brincar com o caroço na boca. Sei que se as outras pessoas a descobrissem fazendo aquilo, ela seria castigada. Mas eu a entendia, ela era uma menina pequenininha, bem mais nova do que eu, como poderia resistir aquela doce fruta madura.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Sobre o Livro "Universo Interior" e seu Autor Victor S. Gomez

Livro Universo Interior

Nome: Victor S. Gomez

Email: victorsgomez@gmail.com


Site do autor: www.victorsgomez.com

Título da obra: Universo Interior


Sinopse: "O livro Universo Interior é formado por contos, aonde são reveladas passagens de uma infância rica e cheia de fantasia, apresentadas por meninos que viveram em uma época em que tudo era possível, até mesmo acreditar que o improvável poderia ser realidade.

Ele nos remete a um passado não muito distante, de cidades interioranas, tranquilas e a um mundo interior cheio de mistérios, com personagens que lutam contra seus medos e que possuem problemas que não são revelados, mas que são muito comuns a todos nós. 

Um universo interior que pertence a todos, mas que só nós mesmos é que podemos administrá-lo.”



Victor S. Gomez é Escritor, Ator e Educador social:

- Trabalhou com crianças em situação de risco social pela prefeitura do Rio de Janeiro como terceirizado (1998-1999).

- Trabalhou com o Projeto Comunidade solidária em Paciência, com adolescentes dependentes químicos (1999).

- Fundador da ONG CADECS - Centro de Assessoria e Desenvolvimento Cultural e Social - Seropédica (2000-2002).

- Fundador da ONG CECI – Centro Cultural Criança Cidadã – Seropédica (2002-2005).

- Coordenador do curso de informática das ONGs CADECS e CECI em parceria com o CDI (Comitê para Democratização da Informática), durante os anos de 2000/2005.

- No município de Valença, ajudou a realizar o Projeto SOS Serra dos Mascates desde 2008.

- Participou como convidado do evento de meio ambiente TEDx-Amazônia, em Manaus, representando a cidade de Valença (2010).

- Em 2011 recebeu o Título de Cidadão Valenciano pela Prefeitura Municipal, pela imensa contribuição e relevantes serviços prestados ao município de Valença.

- Voluntário da AGFORV - Associação dos Grupos de Folias de Reis de Valença exercendo a atividade de Fotografia, Filmagem e Divulgação na Internet (2013).

- Autor do Livro Universo Interior publicado pela Editora Patuá. (2013)

- Participação no livro "Coletânea FLIVA 2014 - Autores Valencianos

- Participação no livro "Coletânia de Natal - Um Presente do Céu" da Editora Interagir (2014).

- 1º lugar no Prêmio Olho Vivo 2014, de Volta Redonda, região sul do Estado do Rio de Janeiro, com o livro "Universo Interior".


Comentários sobre o livro "Universo Interior"

"Oi, Victor! Acho que ainda não parabenizei você pelo lançamento do livro Universo Interior. Então, Parabéns!!! Valeu esperar, não é? Assim que puder, vou ao Rio e pego meu autógrafo!
Beijos, Leila Bortolazzi"
Leila Bortolazzi – Editora da Melhoramentos
https://www.facebook.com/leila.bortolazzi?fref=ts


"Concluído! Acabei de ler o livro "Universo Interior", escrito pelo meu amigo Victor S. Gomez. Ótima leitura! A obra de ficção, recheada de contos, fala de tudo: fantasias, tristezas, partidas, alegrias, infância, sonhos, destino, desejos, etc. O livro tem como palco a típica cidade do interior, com seus modismos, suas tipicidades, seus encantos.
Uma análise mais profunda pode transformar o escrito numa análise psicológica do autor, um mergulhar na alma deste cronista que nos presenteou com um texto rico de fantasias e encantos. Um livro de fácil leitura e muito atrativo. Vale a pena ler!!!"
Paulo Nobre - Jornalista - Jornal local
https://www.facebook.com/paulo.nobre.908?fref=ts


“Livro ‘Universo Interior’ de Victor S. Gomez - Indico porque assim como Mosaico de Gilberto Monteiro, é um livro que marca por sua simplicidade, facilidade e acessibilidade a um "universo" com infinitas possibilidades. Essencial.”
Giovanni Nogueira - Jornalista - Jornal Local
https://www.facebook.com/gnogueira22?fref=ts


“Universo Interior, livro de Victor S. Gomez, cheio de contos fantásticos e surrealistas."
Ricardo Schott - Jornalista - Jornal O Dia
https://www.facebook.com/ricardo.schott?fref=ts


Caro amigo, estaremos todos festejando o seu, o nosso, Universo Interior... Quero saldar sua sensibilidade, de saber como resgatar nossa criança, sonhos pueris que ainda povoam nosso imaginário, que bela viagem para dentro... O mundo anda carente deste fascínio e você nos presenteia.
Sonia Rachid - Arquiteta
https://www.facebook.com/sonia.rachid.1?fref=ts


"Comentário para Victor S.Gomez: A Editora Patuá está de parabéns ao acreditar no potencial de escritor de Victor Gomez, lançando o Livro Universo Interior. De linguagem simples, a partir de cenas do quotidiano, de memórias e brincadeiras de infância, o autor vai estabelecendo diálogos que atingem todas as pessoas. Além de embaixador de Valença, por divulgar nossas riquezas naturais, turísticas, arquitetõnicas, ele cria, recria um "Universo", onde cada um de nós pode encontrar-se com seu "eu" mais profundo. Recomendo a leitura, pois será a porta aberta para inumeras emoções."
Dilma Dantas Moreira Mazzeo - Diretora de Eventos da Fundação Lea Pentagna
https://www.facebook.com/dilma.dantasmoreiramazzeo?fref=ts


Parabéns Victor S. Gomez! Hoje fiquei muito feliz por compartilhar desse momento tão importante em sua vida. Fragmentos de felicidade que com certeza não demoram a virar "estórias". Que você é uma pessoa especial todos nós já sabemos, e o talentoso escritor estamos descobrindo. Que o Senhor te abençoe e te guarde por onde quer que andares. Sucesso sempre!!
Katia Berkowicz - Diretora de Comunicação da Prefeitura de Valença - RJ
https://www.facebook.com/katia.berkowicz?fref=ts


"Victor
Críticas e analises a quem é de competência, mas uso o arbítrio para te dar os parabéns.
Acho que o trabalho de um escritor está realizado mais completamente no prazer particular do seu leitor. Acho o conto uma arte difícil, mais fácil construir um romance bom, pela continuidade que dá sempre mais tempo de salvá-lo. Você conseguiu manter um bom nível em todos os contos e encontrou a chave de saber começa-los, sem forçar a continuação deste começo, fez do começo um ato livre e do fim um momento certo, sem aquele adeus esticado e chato.
Pegue seu embornal e saia pela sua longa estrada do escrever. Espero que sempre com a simplicidade dos sábios."

Alice Jardim – Artista Plástica

sábado, 12 de dezembro de 2015

O Que me Inspira a Escrever

O que me inspira quando quero escrever? 

Posso dizer que várias coisas me inspiram, mas colocarei aqui as principais. 

O barulho da chuva me traz lembranças, de uma vida tranquilo em um Rio de Janeiro, que na minha infância já era grande, mas parecia mais com uma grande cidade do interior. Nessas lembranças revisito meu passado.

O olhar de uma criança, sensibiliza qualquer um, e pode trazer para a minha mente personagens que vivem e pulsam dentro de mim. 

E o que direi de uma boa música erudita, nela consigo ver imagens que se escondem por entre suas notas, imagens as vezes tão próximas do real que até consigo transpô-las para o papel.

Para mim escrever é uma arte solitária e penso que se eu conseguir passar o que fiz apenas para um número pequeno de pessoas, isso já será um grande ganho. O que me importa mesmo é a satisfação de quem lê. Como eu gostaria de saber a reação de cada uma das pessoas que leram meu livro!

Minha interpretação do livro “A Semente” é diferente de tudo que eu possa imaginar, se eu lê-lo novamente, vou modificá-lo e assim sucessivamente, eternamente, pois cada conto é vivo, tem grande parte de mim neles; e como a vida segue seu curso de diversas maneiras devido ao nosso livre arbítrio, ou as várias escolhas que fazemos diante dela, as possibilidades de novos caminhos nos contos são infinitas.

Meus livros:


quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

"A Semente", Livro de Victor S. Gomez no Prêmio OLHO VIVO 2015

"Muitas vezes, mais belo é o olhar poético, não de quem escreve, mas de quem observa tudo com amor." Victor S. Gomez

"A Semente", Livro de Victor S. Gomez, Concorre ao Prêmio Olho Vivo
Prêmio OLHO VIVO 2015 - Categoria Livro

Preciso da ajuda dos amigos para ir ao júri técnico.
Vote no link, por favor. http://migre.me/sdUCv

"A Semente", livro de Victor S. Gomez é o homenageado no primeiro dia do Prêmio OLHO VIVO 2015 - Categoria Livro.

Dez participam da votação popular, classificando três para a etapa final que irão ao júri técnico.

Este ano o Prêmio OLHO VIVO 2015 tem consultoria do Escritório de Apoio à Produção Cultural do UBM.

Sobre o Livro " A Semente"
"A semente surge de um tempo imemorial, de recantos escondidos da mente, de lugares onde nem sempre estivemos. Quem sabe até percorremos esses lugares, mas tantas são as lembranças, e de serem tantas, nem todas conseguimos nos lembrar. 

Visões que podem ser apenas imagens holográficas, películas de um filme encostado no fim do universo. Que se repetem infinitamente, para a frente e para trás. Visões tão imensamente difíceis de imaginar, que nos deixamos levar nessa viagem fantástica, por lugares e caminhos que as vezes até escolhemos, mas nem sempre percebemos se são os certos.

A mente esquadrinha o espaço e o tempo, pode ser nessa vida, ou em outras, mas ao mesmo tempo em tantas outras. Sementes do medo, da incerteza, da alegria, do amor; de uma infinidade de sentimentos, que se estendem para sempre, num infinito de mundos, todos nossos, íntimos, mas ao mesmo tempo um imenso desconhecido."