segunda-feira, 22 de abril de 2019

O Menestréis do Vento

Na tempestade o meu maior medo não é a água que cai, os raios, é o vento que mais me assusta, aquele que pode levar as memórias, que o faz rodopiar, qual bailarino perdido em noite escura, Que empurra as vezes para frente, as vezes para um mundo sem cor, que pode ate nos levar ao completo esquecimento. 

Obrigado a todos por participarem do nosso Wilbury Weekend. Fico feliz em informar que o grupo errante de menestréis ne-do-well concordaram em devolver a estação ao formato original, mas alertam que futuras aquisições não são apenas possíveis, mas prováveis.


Hora de outro fim de semana de Wilbury! Sintonize todo o fim de semana e peça a seus favoritos por aqueles menestréis errantes, Nelson, Spike, Otis, Clayton, Charlie T Jr, Muddy, Lefty, Lucky & Boo! 

terça-feira, 2 de abril de 2019

18.ª Feira de Cultura – Tempo de Travessias

Um Mundo sem Fronteiras
16 a 19 de maio de 2019
ENTRADA FRANCA E SOLIDÁRIA
1 kg de Alimento não perecível para o LAR MEIMEI

Fundação Cultural e Filantrópica  Lea  Pentagna
R. Vito Pentagna, 213 – Benfica – Valença-RJ


sábado, 23 de março de 2019

Exposição do Artista Plástico Wesley Rocher Monteiro no Rio de Janeiro

Parabéns meu amigo Wesley Rocher Monteiro, Você merece muito mais do que isso. Sua luta em prol da arte valenciana devia há muito ser reconhecida, pena que a maioria das pessoas não tem a grandeza de admitir seu potencial, nem souberam como aproveitá-lo. Abraços e sucesso sempre. Estou sempre disposto a divulgar seu relevante trabalho, que venho vendo com meus próprios olhos, em um crescimento progressivo. Victor S. Gomez

Exposição de Wesley Rocher Monteiro
De 27 de março à 12 de maio
Terça a domingo, de 10:00 às 20:00h.
Centro Cultural dos Correios
Rua Visconde de Itaborí, 20 - Centro
Rio de Janeiro
Próximo ao Centro Cultural Banco do Brasil
Curadoria: Edson Cardoso

Wesley Rocher Monteiro, nascido em Rio Preto, artista plástico radicado em Valença, começou a trabalhar a arte cubista para um concurso de pintura da TV Rio Sul onde foi classificado entre os 10 melhores quadros. Seu trabalho chamou a atenção de curadores de galerias do Brasil e do exterior devido ter uma grande autenticidade nos traços, cores modernistas e expressões e movimentos com sentimentos. Autodidata e amante do movimento modernista brasileiro, pretende fazer cursos de arte moderna e história da arte.


Mais Visitados: